Artes Juventude Louvor e Adoração Ministério Infantil Missões Pastoral Tecnologia

Tem M&Ms marrons no pote?

mem
Rodrigo Soeiro
Escrito por Rodrigo Soeiro

Confira os detalhes

Se você já organizou algum evento ou palestra talvez esteja familiarizado com o que é conhecido como “adiantamento de contrato”, uma lista de pedidos ou exigências que um artista espera da produção. A banda de rock Van Halen, por exemplo, ficou conhecida por seu adendo, o qual especificava que sempre deveria haver um pote de chocolate M&Ms no camarim deles, antes do show… ah, e mais uma coisa: certifique-se de que os marrons sejam tirados.

A maior parte das pessoas ouviria uma exigência assim e a veria como mais uma evidência da mentalidade de estrela da banda Van Halen, ou talvez a considerasse como algum tipo de excentricidade supersticiosa – algo muito comum entre os artistas. Mas, independente de como possamos interpretar o exagero desse pedido, a banda realmente – acredite se quiser – tinha um motivo forte e razoável por trás disso. A história é a seguinte…

O grupo de administração da banda Van Halen começou a alertá-los sobre o aumento crescente de sua produção, um show de rock que havia crescido num ritmo constante até se tornar um espetáculo caro e extremamente sofisticado. Durante o período que o Van Halen esteve no auge da fama, nas décadas de 1970 e 1980, as bandas de rock geralmente viajavam como três caminhões fechados enormes para carregar todo o equipamento de palco. O Van Halen, no entanto, viajava com nove caminhões. O peso do equipamento e a potência da eletricidade necessária eram muito maiores do que muitas casas de show podiam aguentar. Assim, quando a banda e sua equipe chegavam para montar o espetáculo, eles precisavam ter a certeza de que o local tinha a capacidade de administrar o tamanho da produção. Um local que não fosse adequado poderia levar não somente uma performance tosca, mas até uma situação perigosa para os músicos e para o público. Então, para verificar se no lugar havia uma boa CULTURA DE ORGANIZAÇÃO, essa especificação foi sutilmente colocada em seu adendo: sem M&Ms marrons, de forma alguma.

David Lee Roth, membro do Van Halen, escreveu em sua autobiografia que, se entrasse no camarim antes do show e visse M&Ms marrons no pote, exigia uma checagem de tudo, imediatamente. E sabe de uma coisa? Muitas vezes isso revelava que o lugar não estava adequadamente preparado para o show da banda. A existência de M&Ms marrons, apesar de ser uma questão pequena em si mesma, revelava um problema cultural maior: UMA FALTA DE ATENÇÃO AOS DETALHES.

Quais são os “M&Ms marrons” de sua igreja, as questões práticas importantes que falam alto sobre a cultura geral da igreja e do seus respectivos ministérios e pequenos grupos?

Matt Chandler, Josh Petterson e Eric Geiger – Livro: Criados Pela Palavra

Assine a nossa Newsletter

Assine a nossa Newsletter

Receba o melhor conteúdo do nosso blog direto no seu e-mail. Notícias, novidades e muita informação para você crescer em conteúdo e na fé. 

Basta você colocar o seu e-mail aqui embaixo e uma confirmação chegará para você. Deus Abençoe!

Sua assinatura foi registrada!

Sobre o Autor

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro nasceu em 03 de fevereiro de 1.985 em São Paulo. É esposo da Tatiane e pai do Davi e do Lorenzo. Além de cantor, músico, compositor, arranjador, ele também é pastor da Igreja Assembleia de Deus Alto do Ipiranga, conhecida como ADAI.

Nenhum comentário até o momento.

  • Olá, visitante