Missões Pastoral

Se essa foto te escandalizar, se preocupe! (Sermão do dia 02/04/17)

WhatsApp Image 2017-04-01 at 13.27.25
Rodrigo Soeiro
Escrito por Rodrigo Soeiro

Lucas 7:11-16

Logo depois, Jesus foi a uma cidade chamada Naim, e com ele iam os seus discípulos e uma grande multidão. Ao se aproximar da porta da cidade, estava saindo o enterro do filho único de uma viúva; e uma grande multidão da cidade estava com ela. Ao vê-la, o Senhor se compadeceu dela e disse: “Não chore”. Depois, aproximou-se e tocou no caixão, e os que o carregavam pararam. Jesus disse: “Jovem, eu lhe digo, levante-se! ” Ele se levantou, sentou-se e começou a conversar, e Jesus o entregou à sua mãe. Todos ficaram cheios de temor e louvavam a Deus. “Um grande profeta se levantou entre nós”, diziam eles. “Deus interveio em favor do seu povo”.”

Lucas 7:36-50

Convidado por um dos fariseus para jantar, Jesus foi à casa dele e reclinou-se à mesa. Ao saber que Jesus estava comendo na casa do fariseu, certa mulher daquela cidade, uma ‘pecadora’, trouxe um frasco de alabastro com perfume, e se colocou atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou a molhar-lhe os pés com as suas lágrimas. Depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume. Ao ver isso, o fariseu que o havia convidado disse a si mesmo: “Se este homem fosse profeta, saberia quem nele está tocando e que tipo de mulher ela é: uma ‘pecadora’ “. Respondeu-lhe Jesus: “Simão, tenho algo a lhe dizer”. “Dize, Mestre”, disse ele. “Dois homens deviam a certo credor. Um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinqüenta. Nenhum dos dois tinha com que lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos. Qual deles o amará mais? ” Simão respondeu: “Suponho que aquele a quem foi perdoada a dívida maior”. “Você julgou bem”, disse Jesus. Em seguida, virou-se para a mulher e disse a Simão: “Vê esta mulher? Entrei em sua casa, mas você não me deu água para lavar os pés; ela, porém, molhou os meus pés com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. Você não me saudou com um beijo, mas esta mulher, desde que entrei aqui, não parou de beijar os meus pés. Você não ungiu a minha cabeça com óleo, mas ela derramou perfume nos meus pés. Portanto, eu lhe digo, os muitos pecados dela lhe foram perdoados, pelo que ela amou muito. Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama”. Então Jesus disse a ela: “Seus pecados estão perdoados”. Os outros convidados começaram a perguntar: “Quem é este que até perdoa pecados? ” Jesus disse à mulher: “Sua fé a salvou; vá em paz”.”

Introdução

O texto que vamos estudar hoje é o do versículo 36 ao 50, porém eu fiz questão de ler o primeiro texto do versículo 11 ao 16 pra gente entender a fama de Jesus, que naquele momento era de um grande profeta. E porque grande profeta? Porque ele tinha acabado de ressuscitar o filho de uma viúva em pleno velório. Ou seja, a fama de Jesus como profeta estava em alta não por aquilo que Ele estava DIZENDO mas simplesmente por aquilo que Ele estava FAZENDO.

Enredo

É nesse momento de boa fama de Jesus, que um fariseu chamado Simão, que de bobo não tinha nada, convidou Jesus para jantar em sua casa. O por que esse tal fariseu convidou justo Jesus para um jantar? Confesso que a Bíblia não dá uma resposta clara para isso, mas dá algumas pistas, e uma delas é que Jesus era o grande profeta do momento, e pra a reputação de um fariseu, ter na sua casa um profeta que acabou de ressucitar um menino em pleno velório, era uma sacada sensacional. A reputação desse fariseu ficaria extremamente em alta. Ou seja, o convite de receber Jesus pra dentro da casa dele era nobre mas motivação do convite era no mínimo duvidosa.

Enfim, estranhamente Jesus aceitou o convite… Entrou na casa… Se inclinou a mesa. Todos estavam jantando, acredito que o fariseu estava tentando puxar assunto com Jesus… Aquele discurso um tanto quanto hipócrita… Aquele chove não molha… E de repente uma mulher pecadora, provavelmente prostituta, entrou na casa do fariseu sem pedir licença. A gente não sabe se ela tinha noção do risco que ela estava correndo, até porque, ela tinha entrado num possível matadouro de pecador(a) do século I, que era a casa de um fariseu. E por que matadouro? Porque dali mesmo, se o fariseu quisesse, ele podia pegá-la e levá-la pra ser apedrejada na porta da sua casa.

Pra nossa surpresa o fariseu não fez isso. Ele ficou esperando a reação de Jesus. Viu ela chegando por trás de Jesus… Viu ela chorando de maneira compulsiva aos pés de Jesus a ponto dela molhar os pés de Jesus e ter que enxugar os pés de com seus cabelos… E pra completar… O fariseu viu a mulher derramar cerca de 8000 reais em perfume aos pés de Jesus! Por que 8000 reais? Se você fizer uma conta simples tendo como base o salário mínimo do brasileiro, você vai chegar no valor de 8000 reais. Naquele momento o texto relata que o Fariseu se frustou vendo aquela cena e disse pra ele mesmo…

Não acredito! Convidei o cara errado para jantar na minha casa. Eu até estava achando que ele era profeta, mas como pode? Será que esse tal profeta não se ligou que essa mulher é pecadora, e está permitindo ela fazer essa ceninha horrível na minha própria casa?! Será que esse “profetinha de meia tigela” não se ligou que a minha casa é pura, e essa sem vergonha está contaminando o meu lar?

Imediatamente, quando o fariseu parou de pensar negativamente, Jesus disse mais ou menos o seguinte…

Simão… Eu sei que está passando um monte de minhoca na sua cabeça. Eu sei que você está frustrado comigo. Eu sei que você está extremamente arrependido de ter me convidado para um jantar na sua casa. Ok, eu sei de tudo isso! Mas antes mesmo de você tirar qualquer conclusão sobre mim e sobre o que essa mulher está fazendo, escute uma pequena parábola…

Haviam dois homens que deviam para um empresário, um devia 13.000 mil reais e outro devia 1300 reais. Como o empresário sabia que nenhum do dois poderiam pagar, ele perdoou as duas dívidas! Fariseu, quero te fazer uma pergunta… Quem será mais grato ao empresário, o que devia 13.000 reais ou que devia 1300 reais?

O Fariseu respondeu… O que devia 13.000, aquele que recebeu o perdão maior.

Jesus disse para ele… Parabéns Fariseu, ainda bem que você entendeu, mas vou te explicar melhor. Eu cheguei na sua casa e você não fez nem o básico! Você não lavou os meus pés. Você não secou os meus pés. Você não me cumprimentou com um beijo e muito menos não passou perfume na minha cabeça. Agora, em contra partida… Sabe porque essa pecadora lavou meus pés com as lágrimas dela? Sabe porque essa pecadora enxugou os meus pés com os cabelos dela? Sabe porque essa pecadora não para de beijar os meus pés? E sabe porque essa mulher está me ungindo com um perfume de 8000 reais? Porque ela, mesmo sendo uma pecadora, reconheceu que eu não sou apenas um profeta do momento, ela reconheceu que eu não sou apenas um curandeiro do momento que posso ressucitar um menino em pleno velório, mas ela reconheceu que eu posso ser o Salvador da alma dela. Ela reconheceu que eu sou o Messias da história dela. Ela reconheceu que nem a casa de um perigoso fariseu como você, poderia consumir a gratidão do perdão que ela poderia receber estando aos meus pés!

O texto relata que Jesus se dirigiu a mulher e disse…

Mulher, a tua fé te salvou! Parabéns pela coragem de invadir a casa desse homem. Obrigado por cada lágrima derramada. Obrigado pelos seus cabelos que me serviram de toalha. Obrigado por ter colocado os seus lábios nos pés e pelos 8000 reais de perfume derramado sobre mim! Vá, mulher, pois a tua fé! Não o teu perfume… Não os teus beijos… Não os teus cabelos… Mas a tua fé! A motivação de fazer o que você fez… A motivação de gastar esses 8000 reais… A motivação dos beijos que você me deu… A motivação de ter encostado os seus cabelos nos meus pés… Essa sim, te salvou… Vá em paz! Chega de guerras na alma, chega de guerras na mente… Tenha paz!

Aplicação

Dois princípios importantíssimos quero compartilhar com vocês…

1. Convidar Jesus para estar em casa, não necessariamente faz dEle a pessoa mais importante do nosso lar!

Ou seja, não adianta ter Jesus em casa se a casa não estiver rendida aos pés dEle! Uma das coisas que temos aprendido em nossas reuniões de oração as segundas-feiras, é que Gratidão é uma coisa, Ação de graças é algo totalmente diferente. Gratidão é um sentimento involuntário que brota dentro da gente por alguém que fez um bem pra nós, porém Ação de graças é uma atitude voluntária de externar de maneira palpável a nossa gratidão. Essa mulher não foi apenas grata pela compreensão do perdão que ela poderia receber, mas teve a Ação de Graças de colocar aos pés de Jesus sua coragem, sua fé, seus cabelos, suas lágrimas e seus 8.000 reias em forma de perfume! Que possamos externar um pouco mais o sentimento que temos por Deus!

2. Convide Jesus não apenas para um jantar, mas o convide para fazer morada!

As vezes convidamos Jesus para algumas fases… As vezes convidamos Jesus para algumas decisões… As vezes convidamos Jesus para alguns jantares… No caso do Fariseus, ele convidou Jesus porque a fama dEle estava em alta, tinha acabado de ressucitar uma pessoa. Pobre homem… achava que Jesus era apenas um profeta. Mal sabia o fariseu que o Messias estava dentro do lar dEle, e ele não teve a alegria de ter sido salvo!

Conclusão

Minha oração pra esse dia, é que Cristo venha estar introduzido e no comando do nosso lar. Que a presença dEle venha trazer mudanças significativas no dia-a-dia da nossa casa e em nossa alma. Que Ele seja o Senhor do nosso acordar e deitar. Que Ele seja o Senhor do nosso café da manhã, almoço e jantar. Que Ele seja o Senhor dos nossos programas de TV, seriados, filmes. Que Ele seja o Senhor de todas as nossas compras ou perdas. Que Ele seja o Senhor e tenha o voto majoritário em nossas decisões! Que Jesus possa estar inserido no DNA do nosso lar não apenas como um profeta que faz alguma coisa, mas como o Messias que salva a nossa alma e gera a paz em nossas guerras!

No amor de Cristo, Pr. Soeiro

Assine a nossa Newsletter

Assine a nossa Newsletter

Receba o melhor conteúdo do nosso blog direto no seu e-mail. Notícias, novidades e muita informação para você crescer em conteúdo e na fé. 

Basta você colocar o seu e-mail aqui embaixo e uma confirmação chegará para você. Deus Abençoe!

Sua assinatura foi registrada!

Sobre o Autor

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro nasceu em 03 de fevereiro de 1.985 em São Paulo. É esposo da Tatiane e pai do Davi e do Lorenzo. Além de cantor, músico, compositor, arranjador, ele também é pastor da Igreja Assembleia de Deus Alto do Ipiranga, conhecida como ADAI.

3 comentários

  • Olá, visitante