Pastoral

Quatro Valores do Ministério de Oração & Intercessão ADAI

oracão
Rodrigo Soeiro
Escrito por Rodrigo Soeiro

1. VALORIZAMOS A CRUZ DE JESUS CRISTO 

A morte de Jesus Cristo na cruz é central para tudo. Cada coisa que recebemos se deve à cruz, não é por nossos méritos. Aos pés da cruz todos temos o mesmo tamanho e a mesma forma. Isto nos ajuda a nos dar conta de que não se trata de você ou de mim, ou de uma pessoa “ungida” esteja visitando a sua cidade. Trata-se da pessoa ungida que é Jesus

É a sua unção, são os seus dons, é o seu poder; tudo provém dele e isto tudo ocorre graças à cruz. Se valorizamos a cruz de Jesus Cristo, compreendemos que a maior e a melhor cura é receber o perdão, ter uma relação com Ele: esta é a raiz de tudo o mais. Quando valorizamos a cruz de Jesus, não fazemos orações como esta: -”Senhor, abençoe e cure a Raquel porque ela é uma boa pessoa e realmente merece”. Oramos, muito pelo contrário, da seguinte maneira: -”Senhor, abençoe e cure a Raquel porque Tu és um Deus maravilhoso e já tornaste isto possível. Tu já conquistaste esta vitória”. Valorizar a cruz de Cristo faz com que tudo esteja no lugar correto.

2. VALORIZAMOS A BÍBLIA COMO A PALAVRA DE DEUS 

A Bíblia é a nossa autoridade nal em todos os assuntos de fé e conduta. Isto não signi ca que não haja outras autoridades, mas estas devem se situar debaixo da autoridade maior, que é a Palavra de Deus. Quer dizer que a maneira que oramos deve se sujeitar ao escrutínio das Escrituras Sagradas e estar de acordo com o que diz a Bíblia.

Muitas vezes ouvimos histórias estranhas do que Deus parece estar fazendo. Se valorizamos a Bíblia como a Palavra de Deus, pegaremos estas histórias e as veri caremos com o livro. Há coisas estranhas su cientes na Bíblia para nos manter ocupados com elas durante séculos antes de precisarmos procurar por coisas estranhas fora dela! Como a história de Jesus cuspindo na terra e passando lama nos olhos de um cego para que ele voltasse a enxergar. Do que estamos falando?
Estamos falando que Jesus Cristo é o nosso modelo de ministério, como está revelado na Bíblia, por isso devemos ser o povo do livro; pessoas que leem e estudam a Bíblia.

3. VALORIZAMOS A PESSOA E A OBRA DO ESPÍRITO SANTO

O que isto signi ca? Que é a sua obra e não a nossa. Na verdade, esta é uma notícia maravilhosa: estamos livres de nos sentirmos como se tivéssemos feito algo. É Deus quem faz as coisas e não
nós. Quando oramos pelas pessoas, devemos nos considerar como garçons e garçonetes em um restaurante. O cliente vem e nos aproximamos para perguntar-lhe: -”O que o(a) senhor(a) gostaria
de pedir?” E a pessoa poderia responder: -”A cura de um joelho direito que está com problemas, por favor”. Marcamos o pedido: “joelho direito, curado” e o levamos ao chefe. Somente ele pode preparar o pedido e, da mesma maneira, somente Deus pode curar.

Devemos nos comprometer com as pessoas, sermos garçons e garçonetes, porém saber a todo momento que é Jesus quem cura. Ele faz a obra conosco. Que boas notícias: se a obra é de Deus e não nossa, não temos que nos preocupar! Somente realizá-la de forma simples.

4. VALORIZAMOS A DIGNIDADE DA PESSOA 

É muito importante tratarmos as pessoas com respeito e dignidade, assim como nós mesmo gostaríamos de sermos tratados. Se oramos por alguém, o pior que podemos fazer é nos distrairmos e deixarmos de estar concentrados. Isto não é rea rmar, nem valorizar a pessoa.

O objetivo nal é que as pessoas pelas quais oramos conheçam Jesus. Às vezes, quando oramos, tudo cará em ordem e tranquilo. Porém, em outras ocasiões, poderá ser diferente: as pessoas podem começar a rir ou chorar, sacudir-se ou, até, cair no chão. Tudo estará bem, respeitamos a sua dignidade.

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Soeiro

Bibliografia: brasil.alpha.org

Assine a nossa Newsletter

Assine a nossa Newsletter

Receba o melhor conteúdo do nosso blog direto no seu e-mail. Notícias, novidades e muita informação para você crescer em conteúdo e na fé. 

Basta você colocar o seu e-mail aqui embaixo e uma confirmação chegará para você. Deus Abençoe!

Sua assinatura foi registrada!

Sobre o Autor

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro

Rodrigo Soeiro nasceu em 03 de fevereiro de 1.985 em São Paulo. É esposo da Tatiane e pai do Davi e do Lorenzo. Além de cantor, músico, compositor, arranjador, ele também é pastor da Igreja Assembleia de Deus Alto do Ipiranga, conhecida como ADAI.

Nenhum comentário até o momento.

  • Olá, visitante